Navios da Marinha Russa da Frota do Mar Negro em exercício

blank
Navios da Marinha Russa partindo para o exercício no Mar Negro em porto não identificado. Imagem via MoD Russian Federation.

Os navios da Frota do Mar Negro estão a conduzir exercício de fogo real de artilharia, como parte de uma verificação de controle operacional de prontidão da frota durante o período de treinamento pós-inverno, incluíndo a participação de um regimento de aviação de ataque aeronaval da Força Aérea e outras unidades menores da Aviação Naval da Marinha Russa.

Um destacamento de navios, consistindo da fragata Almirante Makarov, navios lançadores de mísseis Graivoron e Vyshny Volochek, o hovercraft Samum, o caça-minas Ivan Golubets, bem como outros grandes navios de desembarque de tropas e carros de combate deixaram seus portos de base e realizaram treinamento para superar um campo minado simulado.

Durante o exercício, um destacamento de navios da Frota do Mar Negro praticará várias missões para os fins a que se destinam, de acordo com um único conceito de exercício. Os eventos também envolverão aeronaves diversas da aviação naval da Frota do Mar Negro.

O exercício foi realizado de acordo com o planejamento prévio de verificação da Frota do Mar Negro durante um período ainda não declarado pelas autoridade militares da Marinha Russa e começou no dia 14/04 apesar de já acontecerem movimentações navais extra-oficiais desde o dia 10/04.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou que aproximadamente quinze ativos navais da frota russa do Cáspio, incluindo o Projeto 11770 embarcações de desembarque da classe Serna e as canhoneiras blindadas do Projeto 1204 da classe Shmel via Rostov-on-Don. Os navios partiram inicialmente para o Mar de Azov, que fica muito perto da Ucrânia.

Por ordem do comandante do Distrito Militar do Sul, General do Exército Alexander Dvornikov, unidades dos fuzileiros navais e das forças costeiras da Frota do Mar Negro e da Flotilha do Cáspio estiverão envolvidas na verificação da prontidão de forças de assalto marítimo e aéreo.

Não foi declarado pelo MoD da Federação Russa maiores detalhes sobre a área de abrangência do exercício, participação de outros efetivos militares e/ou unidades do Exército.

De acordo com informações extra-oficiais das grandes mídias da Russia e da Europa, o exercício acabou por dissuadir a U.S. Navy de enviar dois de seus destróyers ao Mar Negro e possivelmente vai fechar o acesso à todo o Mar Negro para embarcações militares de qualquer outra nação não autorizada pela Rússia, o que aparentemente estaria violando algumas leis internacionais marítimas.

  • Fonte: MoD Russian Federation/Assessoria de Imprensa do Distrito Militar Sul, via redação Orbis Defense Europe.