Número de intenção de compra de armas nos EUA bate recorde em abril e no quadrimestre

A grande procura pelos norte-americanos pode trazer resultados ainda mais significativos para a indústria de armas no mundo, inclusive para a brasileira Taurus

blank

Google News

Na última segunda-feira (03) foram divulgados os números do Sistema Nacional de Verificação Instantânea de Antecedentes Criminais (National Instant Criminal Background System Checks – NICS) referentes a abril de 2021.

O índice representa a intenção de compra de armas de fogo nos Estados Unidos por meio da verificação de antecedentes feita pelo FBI. Os números de abril e do quadrimestre são recordes absolutos para esses períodos, considerando toda a série histórica iniciada em 1998.

Foram 3.514.070 em abril de 2021, contra 2.911.128 no mesmo mês de 2020, significando um acréscimo de 20,7%. Em quatro meses, já foram realizadas 40,22% de todas as verificações de 2020, e caso seja mantida esta tendência, pode indicar um aumento projetivo para o final do ano em torno de 20%.

A verificação de antecedentes não possui relação necessariamente com a venda de armas, mas é o melhor indicador existente para poder estimar a intenção de compra. A grande procura pelos norte-americanos pode trazer resultados ainda mais significativos para a indústria de armas no mundo, inclusive para a brasileira Taurus, considerada a quarta marca mais vendida e a mais importada neste competitivo e importante mercado.

A Taurus conta com pedidos em carteira (backorders) de 2,3 milhões de armas computando-se os realizados nos Estados Unidos e no Brasil. Isso representa mais de um ano de produção já comprometida e demonstra mais uma vez a preferência dos norte-americanos pela marca.

De acordo com Salesio Nuhs, CEO Global da Taurus, a companhia está preparada para atender a alta demanda dos consumidores com uma linha de produtos moderna, diversificada, incluindo revólveres, pistolas, armas táticas e armas longas esportivas, com preços competitivos, de qualidade e íntegros.

“A Taurus tem um setor de inteligência bastante forte e a nossa percepção não estava errada de que no governo dos Democratas nos Estados Unidos haveria um aquecimento muito grande no comércio de armas, o que é comprovado pelo NICS e também pelos backorders que a Taurus tem. Desta forma, continuamos firmes, acreditando no nosso planejamento estratégico e na nossa inteligência de mercado”, afirma Nuhs.



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba em seu e-mail as últimas notícias do DefesaTV, é de graça!

Assista nosso último episódio: