O fim dos macacões de vôo ?

Imagem via redação Orbis Defense Europe.

Macacões de vôo se tornaram uma peça essencial aos aviadores e outros tripulantes já na 2a guerra mundial, pois foram adotados para cobrir os uniformes impecáveis das possiveis sujeiras e de eventuais rasgos durante o embarque e vôo nas aeronaves, que até então eram de acabamento espartano, e, também como um acessório de vestimenta a mais para proteção do frio das altitudes.

Hoje é uma peça que pelo conforto e praticidade, foi adotada até por outras forças terrestres, navais e até Forças Especiais de muitos países pela óbvia praticidade e adicção de múltiplos bolsos.


As informações não oficiais para a substituição nos USA dos macacões de vôo para tripulantes, são justificadas por uma alegação da qual o uniforrme atual causa “sensualização” desnecessária e desconforto para as tripulantes femininas, atendendo assim ao tão vigente “politicamente correto” que a sociedade exige. Porém até aonde isso pode ser uma boa intenção ou apenas vontade de lucrar de alguns fabricantes?

Porém, informações recentes divulgadas por fabricantes de produtos militares já evidenciam o provável fim desse uniforme mítico para a história da aviação e da indumentária militar. 

De acordo com um fabricante americano de acessórios e vestimentas, que fornece para a U.S. Navy e U.S.M.C., foi encomendado já a algum tempo e já disponibilizado no mercado, um novo tipo de conjunto de vôo, de duas peças, com calça e uma adaptação ao estilo “gandola” para a parte superior. A primeira impressão é justamente a que o novo modelo de combinação de vôo foi desenvolvido pensando em uma melhor ventilação e conforto do usuário, mas após a coleta de informações em fóruns e com outros analistas de produtos militares de uso pessoal, inclusive tripulantes da U.S. Navy, obtive a informação que apesar do novo uniforme ser unissex, o mesmo foi elaborado pensando no conforto e “privacidade física” das tripulantes mulheres, já que a peça superior proteje bem as partes traseiras e frontais do corpo do usuário independente do sexo.

Após uma breve pesquisa, encontrei a apresentação do produto pelo fabricante dos USA, que é um dos mais conceituados da atualidade, mas não é  o único a oferecer o novo uniforme no mercado.

O fabricante em destaque descreve que o produto possui todas as “Mil-Specs” (especificações militares) necessárias do Governo dos USA e também já é aprovado para o uso na U.S. Navy e U.S. Marine Corps, fabricado com um tecido que possui tratamento “anti-chamas”( na realidade retardante de combustão) e secagem 4 vezes mais eficiênte que outros similares, além da resistência a rasgos, fácil adaptação de tamanhos com ajustes por cintas e velcros, além de um certificado de autenticidade muito valorizado, o famoso e difícil de achar “MADE in USA”!

Mas na pesquisa também achamos outros fabricantes, que já exploram a idéia a mais tempo e oferecem produtos similares por preços bem mais em conta como podemos ver abaixo. Só nos resta saber quando que a “moda” chegará por aqui, já que todos adoram o modismo do design de quase tudo que as Forças Armadas dos USA adotam para uso…

Referências de pesquisa:

Fortrex Inc. & United Design RED flight equipments USA.

Publicado originalmente no site/blog



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below