O interesse internacional em produtos de defesa do Brasil

A Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), do Ministério da Defesa(MD), tem dedicado especial atenção à promoção dos produtos de defesa brasileiros no exterior.

De acordo com o titular da SEPROD, Marcos Degaut, podem ser apresentados fatos, números e gráficos para fundamentar sobre o interesse de países em adquirirem produtos de defesa brasileiros.

Neste disputado mercado mundial, “porém, o Brasil possui uma característica peculiar que o diferencia de outros países no tocante ao comércio internacional de produtos de defesa: a sua capilaridade comercial por diversas partes do mundo”, afirma.

Photo by Ethan D Wagner

Degaut lembra que a Indústria de Defesa nacional alcançou sua glória nos anos 80, quando obteve destaque internacional no comércio de produtos de defesa de alto valor agregado, como aeronaves (Tucano), mísseis, blindados (Cascavel, Urutu), plataformas de lançamentos de foguetes (Astro I e II), viaturas militares e outros.

Ainda segundo ele, “talvez, nesse período, o país não estivesse preparado para sustentar esse rápido crescimento e grande potencial inventivo de nosso parque industrial militar”.

A partir de 2012, com a publicação da Estratégia Nacional de Defesa, da Lei de Fomento à Indústria Brasileira de Defesa e de várias outras regulamentações, a Base Industrial de Defesa (BID) começou a ganhar novo impulso e melhorando a sua sistematização, experimentando um verdadeiro renascimento no atual governo.

“Podemos balizar esse raciocínio destacando dois aspectos: o aumento dos investimentos em Defesa, em especial os Projetos Estratégicos das Forças Armadas (segundo a SIPRI, em 2019, o Brasil é o 11º país que destina mais recursos para o setor de Defesa); e o crescimento de forma significativa das exportações de produtos de defesa: segundo o mesmo Instituto, o Brasil é o 24º maior exportador do setor de defesa”, explicou Degaut.

Imagem via Ministério da Defesa.

Outro aspecto a ser destacado é o prestígio de que gozam os militares das Forças Armadas brasileiras no cenário internacional. De acordo com o chefe da SEPROD, “o Brasil é convidado para participar de várias atividades pelo mundo, como missões de paz, intercâmbios doutrinários, exercícios operacionais, diálogos de indústria de defesa, acordos de cooperação de defesa, ações humanitárias e outros.

O país também recebe vários militares estrangeiros em seu território, que tomam conhecimento de nossos projetos estratégicos e, em particular, dos produtos de defesa inseridos nos projetos.

Talvez esse aspecto se apresente como outro diferencial: o Brasil possui PRODE de excelente qualidade e que cumprem muito bem a sua missão dentro da realidade do país”, explicou.

Marcos Degaut destaca algumas das mais importantes negociações entre o Brasil e os países parceiros comerciais:

  • América do Sul: parcerias com Argentina na produção do KC 390 Milenium; o interesse por paraquedas brasileiros por Bolívia e Peru; a aquisição de aeronaves Super Tucano pelo Chile; a aquisição de munição não letal por órgãos de segurança pública colombianos e equatoriano.
  • África: implantação de sistema de controle espaço aéreo (Mauritânia); aquisição de Super Tucano (Nigéria); desenvolvimento de míssil (África do Sul); modernização de sistemas aviônicos em aeronaves (Egito).
  • Ásia: Implantação de sistema de espaço aéreo e radar (Índia).
  • América do Norte: Aquisição de lancha blindada de assalto (EUA) da empresa DGS Defense, instalação de indústria de fabricação de armas (EUA); interesse na aquisição de aeróstato.
  • Oriente Médio: desenvolvimento de projeto de aeronave de treinamento (Emirados Árabes Unidos); Manutenção do Sistema Astro II (Arábia Saudita).

“De uma forma geral, todos os países do Oriente Médio são potenciais compradores e investidores, e países como Índia, Portugal, Itália e Israel têm demonstrado interesse maior em desenvolver parcerias”, concluiu.

  • Por: Marcelo Rech, Via InfoRel


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail