Obuseiros autopropulsados Russos avistados se movendo em direção à fronteira com a Ucrânia

O 2S4 Tyulpan, também conhecido no Ocidente como M-1975, é um Obus autopropulsado de 240 mm, concebido ainda quando a Rússia era União Sovética.

blank

No início da semana passada, imagens de vídeo surgiram nas redes sociais mostrando que as Forças Armadas russas estão enviando armas pesadas para a fronteira com a Ucrânia.

Na imagem se observa um Obuseiro autopropulsados 2S4 Tyulpan, sendo conduzido de trem em direção à fronteira com a Ucrânia. Os sistemas de artilharia pesada foram localizados na estação ferroviária de Kropotkin, região de Krasnodar.

A arma é montada em um chassi automotor com esteiras, e um sistema hidráulico levanta e abaixa o tubo da posição de transporte para a posição de tiro. Como de costume, o sistema foi batizado com um designador alfanumérico (2S4) e o nome de uma flor (Tulipa).

Devido ao grande tamanho, ele pode disparar ogivas altamente explosivas, incendiárias, guiadas, de agrupamento, de nêutrons e nucleares, algumas das quais são capazes de atingir alvos a uma distância de cerca de 20 km. Ele também pode disparar o “Smel’chak” (“Demolidor”), uma bala guiada a laser.

Os 2S4 haviam sido praticamente retirados de serviço, mas cerca de 430 dessas armas estão armazenadas em bases militares, mas desde 2016 foram parcialmente recolocadas no serviço ativo.

Além disso, no início de novembro de 2017, a mídia russa relatou que a Urals Transport Engineering Plant (Uraltransmash) modernizou um lote de Obuseiros, que por muito tempo ficaram em reserva. 

De acordo com a mídia local, o número exato de Obuseiros modernizados é um grande segredo. Em dezembro de 2017, a brigada de artilharia do 2º exército de armas combinadas recebeu oficialmente o primeiro lote de oito Obuseiros 2S4 atualizados.

  • Com informações do site Defense Blog
  • Tradução e Adaptação: DefesaTV