Operação Alta Pressão VII: Exército Brasileiro desencadeia operação de fiscalização de venda de armas e munição

Entre os dias 16 e 18 de outubro, o Comando Militar do Norte e a 8ª Região Militar, por meio da Seção de Fiscalização de Produtos Controlados, desencadeia a Operação Alta Pressão VII. A ação tem o objetivo de intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições no Pará, Maranhão e norte do Tocantins. As ações, que ocorrem em todo o território nacional, estão sendo desencadeadas de forma simultânea e em ambiente interagência.

Participam desse processo, em conjunto com o Exército, os Órgãos de Segurança e Ordem Pública (OSOP), como Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Os alvos são pessoas físicas e jurídicas envolvidas com o comércio, o tráfego e a utilização de armas de fogo, munições e produtos correlatos, tendo como prioridade os estabelecimentos comerciais registrados no Exército e visa reduzir as oportunidades de esses produtos pararem no comércio ilegal.

Na área da Amazônia Oriental, as atividades estão concentradas em Imperatriz e cidades vizinhas, no Maranhão, e em Marabá, Santarém, Altamira e Itaituba e regiões, no Pará, além de Araguaina, no Tocantins. Ao todo, são 125 militares do Exército e 15 representantes dos OSOP trabalhando na Operação Alta Pressão VII.  As ações impactam diretamente a segurança pública nacional, pois contribuem para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para o incremento da sensação de segurança da população.

Alta Pressão VI

A Alta Pressão VI, ocorrida em junho deste ano, alcançou resultado expressivo. Foram 12 autuações, sendo apreendidas 36 armas de fogo, 6.850 munições, 3 quilos de pólvora, 835 estojos, 1.500 espoletas, cinco armas de pressão, uma luneta e uma mira laser. Ao todo, foram fiscalizados 27 estabelecimentos comerciais, percorrendo uma distância de 3.978 quilômetros.



Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Ninguém do DefesaTV está autorizado a entrar em contato com os leitores. Caso deseje de alguma informação envie um e-mail [email protected]

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here