Operação Arandu 2019: exercício combinado integra Exércitos do Brasil e da Argentina em Santa Maria

Entre os dias 9 e 12 de setembro, foi realizado, no bairro Boi Morto, a Operação Arandu 2019, uma atividade conjunta entre os Exércitos do Brasil e da Argentina.

A operação foi planejada e coordenada pelo Comando de Operações Terrestres (COTER), localizado em Brasília (DF), pelo Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Sul, sediado em Porto Alegre (RS), e pelo Comando da 3ª Divisão de Exército (3ª DE).

Prestaram apoio às atividades os quarteis localizados no bairro Boi Morto, dentre eles, o Centro de Adestramento-Sul, o 1º Regimento de Carros de Combate, o 4º Batalhão Logístico, o 29º Batalhão de Infantaria Blindado e o 6º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, os quais, além de darem suporte de alojamento e alimentação, montaram os Postos de Comando das tropas para o treinamento.

O Exercício Combinado tipo “Jogos de Guerra” envolveu aproximadamente 300 militares, sendo eles da 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, de Uruguaiana (RS); da 12ª Brigada de Infantaria Leve, localizada em Caçapava (SP); da Brigada de Infantaria Paraquedista, sediada no Rio de Janeiro (RJ); e do Comando de Aviação do Exército em Taubaté (SP).

Do lado argentino, estavam presentes à Brigada Aerotática IV, localizada em Córdoba; a Brigada Blindada II, da cidade de Paraná; e Comando de Aviação do Exército, também de Córdoba.

Estavam presentes na manobra, o chefe do Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Sul, General de Brigada Raul Rodrigues de Oliveira; o Comandante da 2º Brigada de Cavalaria Mecanizada, General Ricardo José Nigri; e o Comandante da 12ª Brigada de Infantaria Aeromóvel, General Helder de Freitas Braga. Também participaram da atividade as seguintes autoridades argentinas: o Comandante da Brigada Blindada II, General Juarez; e o Comandante da Brigada Aerotática IV, General Berredo. Além disso, também participaram integrantes dos Estados-Maiores da Grandes Unidades envolvidas no exercício.

Acompanharam as atividades os Generais de Exército Geraldo Antonio Miotto, Comandante Militar do Sul; José Luiz Dias Freitas, Comandante de Operações Terrestres; e Walter Souza Braga Neto, Chefe do Estado-Maior do Exército.

O exercício, além de consolidar os laços de união, cooperação e amizade entre os dois países, teve como objetivo ajustar um entendimento mútuo para o emprego de tropas conjuntas, além de compartilhar experiências doutrinárias, estabelecendo padrões comuns de trabalho, adestrar os diferentes Estados-Maiores e compartilhar experiências táticas, técnicas e de procedimentos de emprego.

Como forma de otimizar os custos, mas manter a tropa treinada e pronta para ser empregada, a atividade é realizada por meio de simuladores. A manobra foi desenvolvida nas áreas digitalizadas dos municípios de Alegrete e Uruguaiana (RS).

Na quarta-feira foi realizada uma demonstração do Poder de Fogo da 6º Brigada de Infantaria Blindada (6º Bda Inf Bld), no Campo de Instrução de Santa Maria (CISM), com tiro real dos Obuseiros M109 de 105mmm, Carro de Combate Leopard, Viatura Blindada de Reconhecimento Cascavel, Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Guarani, Viatura Blindada de Transporte de Pessoal M113 e Morteiro Pessado de 120mm.

Também durante a atividade foi desenvolvida uma coletiva de imprensa, onde os comandantes das Operações tiveram a oportunidade de apresentar e esclarecer assuntos pertinentes a operação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Fonte: 3ª DE


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below