Operação Verde Brasil amplia ações em Mato Grosso e em Tocantins

Desde o início da ação, os militares e integrantes de agências governamentais já combateram mais de 1,4 mil focos de incêndio

As atividades da Operação Verde Brasil, executadas pelas Forças Armadas em parceria com órgãos de controle ambiental e de segurança pública, foram ampliadas nos estados de Tocantins e de Mato Grosso.

A partir da prorrogação do emprego da Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLOA), por meio do Decreto 10.022 de 20 de setembro, foi instituído o Comando Conjunto do Oeste, que vai atuar em Mato Grosso.

O Comando Conjunto da Amazônia, localizado em Manaus, permanece englobando os estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. Já o Comando Conjunto do Norte, situado em Belém, agora passa a atender todo o estado de Tocantins e não em parte, como no início da Operação. Além de Tocantins, o Comando Conjunto Norte compreende os estados do Pará, Amapá e parte do Maranhão.

Comando Conjunto Oeste

Até o momento, as ações estão concentradas na região sudoeste de Mato Grosso, na área de atuação do 2º Batalhão de Fronteira, pertencente à Força Terrestre Componente Jauru (FTC Jauru).

Para as ações, são empregados 387 militares e 45 viaturas. A FTC conta ainda com tropas em condições de se deslocarem para localidades de Juína e de São Félix do Araguaia, ambas em Mato Grosso.

Tocantins

Tropas militares federais do Comando Militar do Norte, do 4º Distrito Naval e da Ala 9 estão atuando em todo o estado do Tocantins. Os militares do 22º Batalhão de Infantaria, localizado em Palmas, têm sua participação na Operação Verde Brasil subordinada à Força Terrestre Componente do Comando Conjunto Norte. Fora do contexto da Operação, a subordinação desta Organização Militar é do Comando Militar do Planalto.

Por outro lado, o 50° Batalhão de Infantaria de Selva, de Imperatriz (MA), mantém seus trabalhos na região do Bico do Papagaio, ao norte de Tocantins, área que já é de responsabilidade do Comando Conjunto Norte.

Operação Verde Brasil

Mais de 8 mil homens e mulheres atuam no combate às queimadas no âmbito da Operação Verde Brasil. A ação é executada por militares das Forças Armadas coordenados com órgãos de controle ambiental e de segurança pública, para o combate às queimadas e repressão ao desmatamento da floresta e do garimpo ilegal.

Desde o início da ação, em 24 de agosto, os militares e integrantes de agências governamentais já combateram mais de 1,4 mil focos de incêndio, detiveram 68 pessoas e lavraram 129 termos de infração, que resultou na aplicação de R$ 36 milhões em multas.

Os militares destruíram 17 acampamentos ilegais, apreenderam 70 veículos e embargaram quase 10 mil hectares de terra. Também revistaram 520 veículos e ministraram palestras de conscientização ambiental em escolas, nas localidades de Humaitá (AM) e Apuí (AM).

Apoio Internacional

Brasil recebeu do Japão 330 barracas individuais e 998 colchonetes com isolantes térmicos

O Brasil recebeu do Governo do Japão a doação de 330 barracas individuais e 998 colchonetes com isolantes térmicos. Esses itens serão usados pelos brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), que estão atuando no combate aos focos de incêndio e aos crimes ambientais, no estado de Rondônia e nas regiões do Parque Indígena do Xingu (MT), Chapada dos Guimarães (MT), Parque Nacional do Araguaia (TO), Serra do Cachimbo (PA), Parque Nacional Campos Amazônicos (AM), Parque Nacional Mapinguari (AM).

Peritos da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) que estiveram no Estado de Mato Grosso investigando a origem dos incêndios florestais. Eles chegaram ao Brasil, na quinta-feira (12), e concluíram as atividades em campo na quarta-feira (25). O trabalho ocorreu na Chapada dos Guimarães e no Parque Indígena do Xingu (MT) em parceria com funcionários do ICMBio e IBAMA, respectivamente.

Das quatro aeronaves civis do Chile, modelo Air Tractor 802, que chegaram para apoiar o Brasil no combate a focos de incêndios na região da Serra do Cachimbo (PA), três ainda estão atuando. O modelo dessas aeronaves é para uso exclusivo de combate ao fogo, com capacidade de despejo de até 3 mil litros de água e 4 mil quilos de carga.

Onze bombeiros militares de Israel apoiaram as ações da Operação Verde Brasil no estado de Rondônia. Os militares estrangeiros executaram patrulhas em conjunto com brigadistas brasileiros do IBAMA, do ICMBIO, do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia e com equipe de fiscalização e segurança da Polícia Militar Ambiental e do Exército Brasileiro. Eles contiveram focos de incêndio em uma área de aproximadamente 1.100 km².

  • Por Lane Barreto da Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Defesa , Fotos: Divulgação/ Operação Verde Brasil 


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below