OTAN efetua exercício de JTACs “Furious Wolf 2021”

Os JTACs (controladores de apoio aéreo) são uma das capacidades de alto nível desenvolvidas pelas Forças Armadas da Letônia. O controlador de apoio aéreo coordena e dirige diretamente o apoio aéreo aproximado e outros tipos de operações de apoio aéreo das linhas de frente. O apoio aéreo aproximado inclui operações aéreas de aviões e helicópteros contra objetos inimigos próximos das próprias tropas. Foto: Armin Janiks via OTAN/NATO Multinational Corps Northeast.

Google News

Os Controladores Conjuntos de Ataques de Terminais (JTACs) de toda a presença avançada avançada se unirão às tripulações de policiamento aéreo da OTAN para um grande exercício na Estônia e na Lituânia.

O exercício contou com a interação real de aeronaves de ataque de diversos esquadrões que operam no âmbito da OTAN, em especial destaque para os Tornados IDS da Luftwaffe e Eurofighters Typhoons da Luftwaffe, Royal Air Force e Aeronautica Militare Italiana assim como aeronaves F-15 e F-16 da USAF, entre outras.

Programado para 15 de fevereiro a 12 de março, o Furious Wolf 2021 também terá a participação do Centro de Coordenação de Operações Aéreas do MNC/NE (Multinational Corps Northeast Szczecin) da OTAN.

O exercício “Furious Wolf 2021” é adaptado para integrar as operações aéreas e terrestres de uma forma muito especial. Durante o exercício de três semanas, os JTACs baseados em terra trabalharão em conjunto com as tripulações aliadas para desenvolver habilidades de Apoio Aéreo Próximo (CAS).

A principal tarefa dos JTACs é dirigir ataques aéreos CAS. Eles rastreiam todas as aeronaves disponíveis em sua área designada, ao mesmo tempo que dão suporte a qualquer unidade à qual estão ligados. Se essa unidade entrar em contato com o inimigo, os JTACs começam a trabalhar.

Eles fixam a localização de forças amigas, elementos inimigos e civis no campo de batalha. Ao trabalhar em conjunto com as tripulações e garantir a identificação positiva do alvo, os JTACs apoiam as tropas em terra para alcançar o sucesso da missão com o mínimo de danos colaterais.

Para cumprir suas funções, os JTACs devem conhecer as capacidades e limitações de equipamentos especializados, plataformas de aeronaves, táticas de entrega e características de muitas munições diferentes.

Os controladores implantados na região do Báltico como parte da presença avançada aprimorada aumentam regularmente sua interoperabilidade e compreensão mútua de táticas e procedimentos. Eles formam um grupo de especialistas com ideias semelhantes que operam com o mesmo padrão da OTAN.

O Centro de Coordenação de Operações Aéreas MNC NE fará a ponte entre os componentes Aéreo e Terrestre. Isso significa que todos os pedidos CAS serão examinados e coordenados através do comando baseado em Szczecin com os meios de policiamento aéreo da OTAN para executar as missões durante o FURIOUS WOLF.

Sobre os JTACs

Joint Terminal Attack Controller ( JTAC ) é o termo usado nas Forças Armadas dos Estados Unidos e em algumas outras forças militares para designar um membro do serviço qualificado que dirige a ação de aeronaves de combate engajadas em apoio aéreo aproximado e outras operações aéreas ofensivas a partir de uma posição avançada.

O termo que é usado na maioria dos outros países, bem como anteriormente nos EUA e no padrão da OTAN relevante, é Forward Air Controller .

O termo atual Joint Terminal Attack Controller ( JTAC ) entrou em vigor nos Estados Unidos em 3 de setembro de 2003 com a publicação da Publicação Conjunta (JP) 3-09.3 Close Air Support .

  • Fonte: Relações Públicas do Corpo Multinacional da OTAN, com textos adaptados via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: