Participe da Década da Ciência Oceânica

O oceano é o maior ecossistema do nosso planeta. Ele estabiliza o clima, armazena carbono, produz oxigênio, sustenta uma biodiversidade inimaginável e dá suporte direto ao bem-estar humano por meio de recursos alimentares, minerais e energéticos, além de fornecer serviços culturais e recreativos.

Infelizmente, apesar das melhorias nas ações de gestão e conservação, a Primeira Avaliação Global Integrada das Nações Unidas sobre o Ambiente Marinho concluiu que grande parte do oceano está agora seriamente degradada. Considerando que a população mundial atingirá cerca de 9 bilhões de pessoas até 2050, os impactos no oceano associados às atividades humanas irão aumentar.

A ação somente poderá ser eficaz se tiver como base o conhecimento científico sólido. Exite uma necessidade cada vez maior de encontrar soluções científicas que nos permitam compreender as mudanças que estão ocorrendo no nosso oceano e recuperar sua saúde em declínio.

A ciência oceânica realizou grandes progressos ao longo do último século ao explorar, descrever, compreender e melhorar a nossa capacidade de prever mudanças no sistema oceânico.

Na próxima década, teremos uma enorme oportunidade de aproveitar os avanços interdisciplinares da ciência para alcançar uma melhor compreensão sobre o sistema oceânico. Isso permitirá o fornecimento de informações oportunas sobre a situação dos oceanos e irá possibilitar a articulação de cenários e caminhos integrados para o desenvolvimento sustentável.

A ciência oceânica pode nos ajudar a abordar os impactos da mudança climática, da poluição marinha, da acidificação dos oceanos, da perda de espécies marinhas e da degradação de ambientes marinhos e costeiros. Para alcançar o desenvolvimento sustentável, precisamos de uma ciência de qualidade para influenciar a tomada de decisões e elevar o nível de conhecimento de todos os atores envolvidos.

  • Por UNESCO




Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail