Planejamento Baseado em Capacidades e Transformação da Defesa: desafios e oportunidades do Exército Brasileiro

blank

O Exército Brasileiro (EB) diagnosticou a necessidade de se transformar em um processo de transição da Era Industrial para a Era do Conhecimento para que as suas capacidades se tornem compatíveis com o anseio político estratégico do Brasil de se tornar uma potência mundial.

A atual conjuntura do EB, mais do que a modernização da Força Terrestre, demanda por transformação, capaz de ser operacional e estar em prontidão em qualquer área de interesse geoestratégico do Brasil.

Este processo sistemático de Transformação do EB exige, portanto, um planejamento de longo prazo coerente com a conjuntura nacional que determine um conjunto de ações estratégicas baseado em capacidades militares.

Muitos países e organizações militares internacionais têm adotado o Planejamento Baseado em Capacidades (PBC) como parte de seu processo de Transformação da Defesa.

Para acessar o artigo completo clique aqui.

Deseja entender um pouco mais sobre a relação Planejamento Baseado em Capacidade e Transformação Militar? Segue outros artigos publicados pela Doutora Fernanda das Graças Corrêa na revista Análise Estratégica, vinculada ao CEEEx entre 2019 e 2020 com foco em estudos de caso.

Estudo sobre as Forças Armadas Alemãs:

CORRÊA, Fernanda. Planejamento Baseado em Capacidade e Transformação da Defesa do Bundeswehr. Revista Análise Estratégica, v. 15, p. 35-54, 2020. Clique aqui.

Estudo sobre as Forças Armadas francesa:

CORRÊA, Fernanda. Dissuasão Nuclear, Capacidades Militares e Transformação da Defesa das Forças Armadas francesas. Revista Análise Estratégica, v. 14, p. 43-60, 2019. Clique aqui.

Estudo sobre as Forças Armadas chilenas:

CORRÊA, Fernanda. Transformação da Defesa e Planejamento Baseado em Capacidade O caso das Forças Armadas chilenas. Revista Análise Estratégica, v. 4, p. 23-38, 2019. Clique aqui.