Polícia russa caça ladrões de equipamentos do IL-80 ‘Doomsday Plane’

Ilyushin Il-80 da Força Aérea Russa sobrevoando Moscou como parte dos ensaios para o Desfile do Dia da Vitória. Imagem ilustrativa com foto de Leonid Faerberg (transport-photo.com).

Google News

A Polícia da Rússia declarou publicamente na quarta-feira que estava à procura de ladrões que roubaram equipamentos técnicos de uma aeronave militar ultrassecreta Ilyushin Il-80, uma plataforma aérea de comando e controle, conhecida como Doomsday Plane, projetada para controle de comunicações durante uma eventualidade de guerra nuclear.

A aeronave foi modificada a partir de um avião a jato soviético durante o final da Guerra Fria para servir como um posto de comando aéreo para altos funcionários controlarem suas tropas durante uma crise.

O assalto, que levanta questões sobre a segurança de instalações militares sensíveis, ocorreu durante o trabalho de manutenção no avião Ilyushin Il-80 em uma base militar.

O Kremlin disse que medidas serão tomadas para impedir que tal roubo ocorra novamente e tranquiliza a opinião püblica afirmando que os equipamentos não podem ser aproveitados sem o uso conjunto de outros equipamentos de criptografia e chaveamento, e também podem ser desativados/rastreados via satélite em qualquer lugar do mundo, o que inclusive facilitará a recuperação dos equipamentos e a eventual captura dos ladrões.

O roubo veio à tona no início desta semana em reportagens da mídia russa, incluindo o canal de TV REN, que disse que sinais de invasão através da escotilha de carga foram detectados na sexta-feira passada e que 39 unidades eletrônicas foram removidas.

A polícia da região sul de Rostov disse em um comunicado que uma busca pelos culpados estava em andamento. Eles não relataram nenhuma prisão até agora.

A polícia disse que a aeronave estava em um aeródromo na cidade de Taganrog, mas não deu detalhes sobre a natureza do equipamento roubado, exceto por seu valor estimado em mais de 1 milhão de rublos (US $ 13.600).

Especialistas militares russos especularam que os itens foram roubados porque algumas das unidades foram montadas com metais preciosos, como ouro e platina.

O incidente ocorre depois que o presidente Vladimir Putin investiu vastos recursos para reformar as forças armadas russas em meio às tensões com o Ocidente, que atingiram seu ponto máximo desde o fim da Guerra Fria.

  • Com informações TV REN, Russia RT France via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: