Porta-aviões “HMS Queen Elizabeth” vai realizar testes com o F-35B Lightning II nos EUA

O porta-aviões “HMS Queen Elizabeth” suspendeu no último dia 19, da Base Naval de Portsmouth para realizara testes de alto mar. A expectativa maio se dará quando o porta-aviões chegar a costa leste dos Estados Unidos, onde será realizado testes de pousos e decolagem a bordo, com o seu futuro caça, o F-35B Lightning II. A viagem tem como por objetivo, determinar parâmetros operacionais da aeronave e do navio, nas mais variadas condições. Durante os teste aeronaves da US Navy, sediadas na Base Aeronaval de Pax River, em Maryland.

O HMS Queen Elizabeth, é uma mostra verdadeira do nosso poder, e todo o país orgulha-se de ver este magníco símbolo da nossa engenharia e ambição internacional, deixando o porto para navegar no cenário mundial. Sua viagem ao continente americano, não só demonstra o seu alcance, mas fortalece ainda mais, o nosso relacionamento os EUA, o qual trabalhamos de mãos dadas neste programa icônico. Enquanto navega, ele sinaliza nossa determinação de continuar lutando ao lado de nossos aliados neste mundo cada vez mais complexo e incerto”, declarou o Secretário de Defesa do Reino Unido, Gavin Williamson.

Antes de seguir em direção aos Estados Unidos, o porta-aviões irá realizar uma série de testes em águas ao largo da costa Britânica. No início do ano, foram realizados testes operacionais com os helicópteros, tanto que nesta missão irão a bordo Merlins Mk2 e Mk4. Em seus 284 mts, o HMS Queen Elizabeth pode transportar até 60 aeronaves dos mais variados tipos. O navio foi comissionado em dezembro de 2017 para suprir ausência do HMS Illustrious, o qual fora aposentado em 2014. O planejamento da Royal Navy prevê ainda, colocar em operação até 2020 o seu irmão gêmeo, o HMS Prince of Wales. 

Com informações de agências de notícias britânicas
Tradução e Adaptação: DefesaTV



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below