Porta-aviões russo Almirante Kuznetsov pronto para testes no mar em 2022

blank
Porta-aviões Almirante Kuznetsov. Foto de Lev Fedoseev via TASS.

O porta-aviões da Rússia, Admiral Kuznetsov, deve passar por testes de mar em 2022, disse uma fonte da empresa nacional de construção naval à TASS nessa sexta-feira. O incêndio a bordo do porta-aviões Admiral Kuznetsov que danificou gravemente a embarcação, eclodiu durante os trabalhos de reparo em Murmansk em dezembro de 2019.

No próximo verão, o Almirante Kuznetsov será ancorado novamente e, em seguida, será submetido a testes de mar em 2022, porém ainda não há detalhes do andamento dos reparos a bordo do porta-aviões após o incêndio relatado no ano passado.

Conforme relatado pelos serviços de emergência, o incêndio pode ter começado devido à violação das regras de segurança durante o trabalho de empunhamento. O incêndio envolveu uma área de 500 metros quadrados. Duas pessoas morreram e 14 ficaram feridas no incêndio.

Uma fonte da indústria de construção naval disse à TASS em 30 de janeiro que o incêndio a bordo do único porta-aviões da Rússia, Admiral Kuznetsov, em dezembro de 2019, danificou somente alguns cabos de energia elétrica.

Porta-aviões Almirante Kuznetsov

O cruzador de transporte de aeronaves pesadas do Projeto 11435, Almirante Kuznetsov, foi projetado para ganhar superioridade no mar e no ar nas áreas de operação da frota para garantir a sustentabilidade de combate da marinha, realizar ataques aéreos contra alvos inimigos e apoiar as operações de desembarque de tropas.

O navio de guerra entrou em serviço em 1990. Ele desloca 58.000 toneladas e tem um comprimento de 304,5 metros. O porta-aviões tem uma capacidade de velocidade total de 200.000 cavalos e desenvolve uma velocidade de até 30 nós. Além da força-tarefa aérea de 24-26 caças e 12 helicópteros, o Almirante Kuznetsov está armado com sistemas de mísseis anti-navio e de defesa aérea.

O navio de guerra está equipado com uma rampa de salto e dois elevadores para aeronaves. Tem uma tripulação de 1.300 homens, enquanto o pessoal do grupo aéreo conta com 660 homens.

  • Fonte: TASS Russia, via redação Orbis Defense Europe.