Presidente da República inaugura nova Estação Radar da Força Aérea Brasileira para ampliar monitoramento aéreo

O projeto faz parte do processo de modernização da rede de radares de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, presidiu nesta quarta-feira (30), cerimônia de inauguração da Estação Radar de Vigilância Aérea da Força Aérea Brasileira (FAB) em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul. A estrutura amplia e moderniza a rede de radares de controle do espaço aéreo brasileiro.

Com recursos e equipamentos de alta tecnologia, a Estação Radar auxiliará no controle do espaço aéreo e ampliará a vigilância da região, trazendo benefícios tanto para o controle civil de aeronaves quanto para a defesa aérea do País.

blankA inauguração representa o sucesso da aquisição e da implementação de três estações na fronteira oeste do Brasil, fruto da parceria celebrada entre o Ministério da Defesa e o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Para aumentar a eficiência no trabalho de combate a atividades ilícitas, os municípios de Corumbá e Porto Murtinho, no mesmo Estado, já receberam o equipamento. O projeto é resultado do esforço integrado do Governo Federal em fortalecer a vigilância aérea e coibir a prática constante de crimes transfronteiriços.

“Hoje, estamos aqui inaugurando uma ação que nos proporcionará paz e tranquilidade. Nos proporcionará o combate ao tráfico de drogas e de armas”, destacou o presidente em seu discurso.

Durante a solenidade, o presidente ativou a Estação Radar de Ponta Porã e comandou a primeira interceptação realizada pelo equipamento. Na demonstração, fez contato-rádio com aeronaves de caça da FAB que patrulhavam a região, de forma a controlar e executar o exercício em um possível tráfego não cooperativo sobrevoando o espaço aéreo brasileiro.

blankO Comandante da Aeronáutica destacou a importância do uso desse tipo de equipamento no País. “A aquisição da capacidade advinda da operação desses três radares é coerente com o alinhamento de objetivos da Estratégia Nacional de Defesa, que considera a vigilância do espaço aéreo uma importante responsabilidade para a consolidação das demais tarefas da Força Aérea Brasileira”, assegurou.

Integrando Forças

Sediada nas dependências do Exército Brasileiro de Ponta Porã e completando a cobertura radar ao longo da fronteira oeste de Mato Grosso do Sul com os países vizinhos, a Estação pode ser operada mesmo sob o ataque de interferência eletrônica.

A implantação do equipamento aumenta a capacidade de detecção de aeronaves não autorizadas, colaborando, assim, para as ações de policiamento do espaço aéreo e combate ao narcotráfico.

blankA fabricação nacional dos radares, realizada por empresa da Base Industrial de Defesa, agiliza procedimentos de assistência técnica pelo fabricante. Além disso, as atividades relacionadas à fabricação, à instalação e ao suporte dos equipamentos geram, aproximadamente, 2,8 mil empregos diretos e indiretos.

A cerimônia, ainda, contou com a presença do Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, do Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Correa da Costa Dias; do Ministro Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni; do Ministro Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Augusto Heleno Ribeiro Pereira; além de parlamentares e demais autoridades civis e militares.

blank

  • Por Laylla Nepomuceno, Fotos: Antônio Oliveira / CCOMSOD, via Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD) Ministério da Defesa