Presidente Trump afirma: quero Brasil como aliado na OTAN

REUTERS/photo by Kevin Lamarque.

Presidentes confirmaram acordo em Alcântara e disseram estudar acordo com OTAN.

Presidente Bolsonaro chegou à Casa Branca às 13h04. Em seguida, na primeira reunião bilateral com o Presidente Trump, os dois se encontraram no Salão Oval da Casa Branca.

O Presidente Trump também disse que quer o Brasil como aliado dentro da OTAN – e não somente aliado extra-OTAN.

O Presidente dos EUA diz não descartar nenhuma opção para a Venezuela. O Presidente Bolsonaro, porém, prefere não falar em intervenção militar.

O Presidente Bolsonaro disse que Brasil e EUA têm em comum “defesa da liberdade, respeito à família tradicional; e contra a ideologia de gênero,  e, as fake news”.

Os Presidentes Trump e Bolsonaro deram declaração à imprensa após encontro e almoço na Casa Branca, em Washington. O presidente dos EUA afirmou que tem a intenção de tornar o Brasil “um aliado dentro da OTAN”. 

“Como disse tenho a intenção de designar o Brasil como um aliado fora da Otan especial e até um aliado dentro da OTAN, isso poderia melhorar nossa cooperação. Nossas nações estão trabalhando juntos para proteger o povo do terrorismo do crime transnacional e do tráfico de drogas, armas e pessoas, algo que é prioridade”, disse o Presidente Trump.

Presidente dos Estados Unidos e o Presidente Jair Bolsonaro deram declaração à imprensa após encontro e almoço na Casa Branca, em Washington.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou no início da tarde desta terça-feira (19) que quer o governo do Presidente Jair Bolsonaro na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), organização militar comum de defesa, com 28 países-membros.

Os Presidentes Trump e Bolsonaro deram declaração à imprensa após encontro e almoço na Casa Branca, em Washington.

“Como disse tenho a intenção de designar o Brasil como um aliado fora da Otan especial e até um aliado dentro da OTAN, isso poderia melhorar nossa cooperação. Nossas nações estão trabalhando juntos para proteger o povo do terrorismo do crime transnacional e do tráfico de drogas, armas e pessoas, algo que é prioridade”, disse o Presidente  Trump.

O Brasil como aliado da OTAN surgiu no contexto da situação da Venezuela e possível intervenção militar ao regime de Nicolás Maduro. Ao ser questionado sobre apoio a uma intervenção militar na Venezuela, Bolsonaro disse que o Brasil está disposto ao “que for possível fazer para solucionar o problema da ditadura”.

“Discutimos a possibilidade de o Brasil entrar como grande aliado extra OTAN. Há pouco, permitimos que alimentos fossem alocados em Boa Vista, capital de Roraima, por parte dos americanos, para que a ajuda zesse presente. No momento, estamos nesse ponto. O que for possível fazermos juntos para solucionar o problema da ditadura da Venezuela, o Brasil estará a postos para cumprir essa missão para levar liberdade e democracia ao país”, afirmou o Presidente Bolsonaro.

O Presidente brasileiro chegou à Casa Branca às 13h04 e foi recebido por Trump na entrada do prédio. Logo em seguida, dois presidentes falaram rapidamente com a imprensa no salão oval, antes da reunião e do almoço.

O Presidente Bolsonaro chegou aos Estados Unidos no último domingo (17) para sua primeira visita ocial ao país, a segunda viagem internacional de seu mandato. O Presidente ficarà na Blair House, residência que o governo norte-americano reserva para chefes de Estado em visitas oficiais.

Com informações via AFP e Reuters, via redação Orbis Defense Europa.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below