Presidente Turco propõe criação de grupo de trabalho sobre S-400 a Donald Trump

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, conversou com seu colega norte-americano Donald Trump, nesta quarta-feira (29), reiterando a oferta para criar um grupo de trabalho sobre a decisão da Turquia de comprar um sistema de defesa antimísseis russo.

A compra do sistema russo S-400, equivalente ao norte-americano Patriot, tem sido uma constante fonte de tensão entre os dois países aliados na OTAN. Washington está ameaçando impor sanções contra Ancara, no caso do acordo com Moscou se concretizar.

Em seu telefonema com Trump, Erdogan reiterou a oferta para formar “um grupo de trabalho conjunto sobre o plano da Turquia de adquirir os sistemas S-400”, informou a presidência turca em um comunicado.

A oferta foi feita pela primeira vez em abril, mas ainda não foi respondida. Os dois líderes concordaram em se reunir nos bastidores da cúpula do G20, em Osaka, no Japão, no final de junho.

A compra dos sistemas S-400 exporia Turquia às sanções dos EUA, que penalizam aquisição de armas com a Rússia.

Washington diz que a presença de equipamentos antimísseis russos na Turquia seria uma ameaça aos sistemas militares ocidentais e que poderia comprometer o envolvimento turco no programa de caças F-35, para o qual fornece algumas peças e treinamento.

Erdogan, no entanto, tem insistido que o acordo com a Rússia já está “fechado”. Além disso, o ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, anunciou na semana passada que a seu país já enviou especialistas para treinar na Rússia.

Em uma nota mais positiva, Erdogan saudou a decisão de Trump de eliminar as tarifas sobre o aço turco. Segundo o chefe de Estado turco, a medida permitira alcançar a meta de US $ 75 bilhões no comércio bilateral.

  • Com informações de agências de notícias internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below