PRF comemora cinco anos de criação da Academia Nacional em SC

A Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal (ANPRF) completou cinco anos de criação. A ANPRF foi instituída em 2014, em Florianópolis (SC), quando recebeu o primeiro curso de formação profissional. Uma cerimônia foi realizada para comemorar a data, nesta quinta-feira (6).

Durante o evento comemorativo, foram homenageados ex-coordenadores de ensino da PRF, autoridades e personalidades importantes no processo de criação da academia e fortalecimento da instrução na instituição.

A ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Regina Alves, que prestigiou a comemoração, destacou a qualidade da formação na PRF. Ela falou ainda sobre a importância da instituição na atuação de políticas públicas de direitos humanos.

“Eu respeito essa polícia cidadã. A PRF preserva a qualidade da formação, conheço o nível de capacitação de seus servidores e é uma polícia que trabalha salvando vidas, na qual acredito muito. Não posso caminhar o ministério sem contar com alguns parceiros, a Polícia Rodoviária Federal é um deles”, afirmou Damares.

Adriano Marcos Furtado, diretor-geral da PRF, iniciou seu discurso agradecendo a parceria dos órgãos de segurança pública e demais instituições em Santa Catarina. Ele fez uma avaliação histórica do ensino no órgão, falou sobre a estrutura da academia e desafios futuros.

“Estamos em um momento de renovação na gestão pública. A sociedade deseja uma segurança pública eficiente. Com a ANPRF, conseguimos otimizar os meios de ensino e unificar as doutrinas na formação policial. Para enfrentarmos os desafios, valorizamos a capacitação de nossos servidores. A academia é da PRF para mantê-la funcionando, mas a casa também é de todos os parceiros”, destacou Furtado.

O almirante-de-esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva, comandante da Escola Superior de Guerra, falou sobre a importância do conhecimento. O comandante também reforçou a relevância da integração entre instituições.

“Pensamos o Brasil, sempre contando com parceiros para alcançarmos o êxito em nossas atividades. A propagação de valores e a busca por soluções contribuem para o desenvolvimento de nosso país”, disse o almirante.

O deputado federal Antônio Carlos Nicolleti, que é policial rodoviário federal, participou da primeira turma formada na academia. Ele elogiou os ensinamentos recebidos na ANPRF, falou sobre a importância da educação e da participação da PRF nas atualizações do Código de Trânsito Brasileiro.

“Precisamos implantar a educação para o trânsito nas escolas. Também passamos por um processo de retificação do Código de Trânsito, no qual a PRF precisa estar inserida”, afirmou Nicolleti.

O centro nacional de instrução, formação e aperfeiçoamento da PRF formou 1.169 novos policiais no primeiro curso. Além deles, 16 haitianos também foram treinados, na ocasião, através de um acordo de cooperação técnica firmado entre Brasil e Haiti.

Em seu pronunciamento, Maria Alice Nascimento Souza, então diretora-geral na época da criação da academia, manifestou seu entusiasmo com o ensino na PRF.

“Tínhamos um objetivo comum, pois além de criar a estrutura, era preciso inserir a missão, visão e valores daquilo que todos nós acreditamos. E tudo isso foi alcançado quando criamos a academia”, destacou Maria Alice.

O novo coordenador da ANPRF, Marcos Pierre Vespermann Carvalho, expressou a importância da educação na formação dos policiais. Ele falou também sobre a qualidade dos instrutores.

“Com o corpo de instrutores e a capacidade de inovação que a nossa estrutura tem, tenho certeza que o céu é o limite para nosso ensino”, afirmou Pierre.

Compuseram o dispostivo de honra, a ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos, Damares Regina Alves; o diretor-geral da PRF, Adriano Marcos Furtado; o almirante-de-esquadra Alípio Jorge Rodrigues da Silva, comandante da Escola Superior de Guerra (ESG); o deputado federal Antônio Carlos Nicoletti; o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina e secretário de Segurança Pública, coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, representando o governador do estado; o comandante da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro, general-de-brigada Ricardo Miranda Aversa; o adido do Department of Homeland Security (DHS) e Immigration and Customs Enforcement (ICE) dos Estados Unidos da América, Robert Fuentes; Marcos Pierre Vespermann Carvalho, coordenador da ANPRF; e Maria Alice Nascimento Souza, ex-diretora-geral da PRF.

 

Homenagens

Um dos momentos de destaque da cerimônia foram as homenagens a todos que fizeram parte da implantação da Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal. Uma placa de agradecimento foi entregue aos homenageados.

Foram contemplados, Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e Direitos Humanos; a ex-diretora-geral da PRF, Maria Alice; o então superintendente em Santa Catarina, Silvinei Vasques; o diretor de Administração da PRF, Ciro Vieira Ferreira; Neemias Gonçalves de Carvalho; Ricardo de Oliveira Betat; Luciana da Silva Duarte; Geovana Ferreira de Andrade Alves; Bruno Schettini Gonçalves; José Marcelo de Abreu Salomão; Miriane Menegaz; Assis Fernando da Silva; Evandro Rodrigues Soares; César Augusto Grubba, ex secretário de segurança de SC; Joaquim Coelho Lemos, ex deputado estadual, representando o ex-governador do estado, João Raimundo Colombo; Alípio Jorge Rodrigues da Silva, almirante-de-esquadra, comandante da ESG; Jorge Alexandre Moreira, da Advocacia-Geral da União (AGU); Patrícia de Sá Freira, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); João Arthur Souza, da UFSC; Antônio Carlos Nicoletti, deputado federal; Robert Fuentes, adido do DHS e ICE dos Estados Unidos; e Renan Barbosa Monteiro Soares, do Sistema Brasileiro de Inteligência.

Também estiveram presentes os diretores da PRF, coordenadores, corregedor-geral, superintendentes, servidores de todo o país, além de diversas autoridades, familiares e outros convidados.

 

Saiba mais

A ANPRF está edificada em um complexo de 80 mil metros quadrados, na parte norte da ilha de Florianópolis, com uma infraestrutura que conta com mais de 30 salas de aulas climatizadas, auditório, estande de tiro, pista de condução veicular, hangar para helicópteros e outras estruturas.

Em cinco anos, foram formados mais de 2 mil policiais rodoviários federais, com previsão de mais 500 este ano. Com um portfólio com mais de 40 cursos, a ANPRF também realiza, por meio de convênios, capacitações para dezenas de órgãos, como Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Controladoria Geral da União (CGU), entre outros.

Fonte: Agência PRF



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below