Primeiros combates entre Resistência Afegã e forças Talebãs no Vale Panjshir

blank
Imagens dos primeiros combates ocorridos nessa Terça entre forças Talebãs e resitência nacionalista Afegã. Via Panjshir Province @PanjshirProv1.

Pesados confrontos já estão acontecendo desde essa manhã entre o Talibã e as forças de resistência sob o controle de Ahmad Massoud jr. na entrada do Vale Panjshir.

As forças locais alegaram que conseguiram repelir os ataques do Taleban à passagem que abre o caminho para Panjshir.

Em 23 de agosto, o Taleban cercou as forças pró-governo, após o pedido do grupo para negociações. Não tendo recebido resposta, o Taleban deu um ultimato à rendição.

O Talibã cercou as forças pró-governo localizadas na província afegã de Panjshir, segundo o representante oficial do movimento Zabihullah Mujahid. A afirmação foi feita um dia depois que o Taleban enviou centenas de combatentes para impor o controle do vale de Panjshir, onde as forças de resistência afegãs têm se reunido sob o comando do comandante de Ahmad Massoud jr.

Também em 23 de agosto, Zabihullah Mujahid escreveu no Twitter que as forças do Taleban haviam assumido posições nas regiões de Badakhshan, Takhar e Andarab perto de Panjshir. E mesmo com as dforças de resistência sitiadas o Talebã estaria tentando um acordo pacífico por meio de negociações ”, afirmou.

Os distritos de Banu, Pol-e-Hesar e Deh Salah da província de Baghlan, que supostamente foram tomados por forças da resistência, ficaram sob o controle do Taleban. Segundo o líder da resistência Massoud Jr., Os distritos foram tomados por grupos de milícias locais em reação à “brutalidade” do Taleban na área.

Mujahid também observou que a passagem de Salang nas fronteiras de Panjshir era livre.

Panjshir, que é habitada principalmente por tadjiques étnicos, continua sendo a última grande área fora do controle do Taleban. Os EUA e seus aliados podem considerar Panjshir como uma “fortaleza” contra o Talibã. Após a queda de Cabul, Massoud jr. chefiou as forças armadas locais.

Em resposta, o Taleban fez um apelo público por meio dos russos, declarando sua disposição de resolver o conflito pacificamente. De acordo com o embaixador russo no Afeganistão, Dmitry Zhirnov, um dos principais funcionários do Taleban foi à embaixada russa em 21 de agosto, alegando que o grupo estava pronto para um diálogo com Saleh, pedindo a Moscou que transferisse seu apelo público aos funcionários de Panjshir.

Como não houve resposta dos comandantes de Panjshir, o Taleban alegou que seus combatentes estavam rumando para a região para tomá-la sob seu controle.

Enquanto isso, os oponentes do Taleban em Panjshir declaram estar prontos para lutar contra os Talebãs. Segundo relatos, eles têm até seis mil combatentes em suas fileiras, incluindo algumas unidades regulares de tropas do governo, bem como armas pesadas.

Em 22 de agosto, o Talibã anunciou que havia enviado centenas de combatentes para impor o controle do vale de Panjshir, onde as forças de resistência afegãs se acumulavam sob o comandante de Ahmad Massoud jr. com centenas de Mujahedeen do Emirado Islâmico indo em direção ao estado de Panjshir para controlá-lo, depois que as autoridades locais se recusaram a entregá-lo pacificamente”, disse o grupo em um comunicado.

Cerca de cinco horas antes, fontes afegãs relataram que o Taleban deu à resistência um ultimato de quatro horas para que ela se rendesse. O ultimato foi aparentemente rejeitado por Massoud, cujas forças estão agora se preparando para lutar contra o Taleban.

Em uma entrevista recente à Reuters , Massoud parecia pronto para fazer concessões. Ele disse à agência de notícias que espera manter negociações pacíficas com o Taleban.

“Queremos fazer o Taleban perceber que o único caminho a seguir é por meio de negociações”, disse Massoud à Reuters por telefone de seu reduto no vale montanhoso de Panjshir, a noroeste de Cabul. “Não queremos que uma guerra comece.”

O líder, no entanto, ressaltou que seus apoiadores estão prontos para lutar se as forças do Taleban tentarem invadir Panjshir. Cerca de 6.000 combatentes estão atualmente situados no vale.

Massoud negou que seus apoiadores estivessem por trás da captura de três distritos na província de Baghlan, no norte da fronteira com Panjshir, nos últimos dias. O líder disse que os distritos foram tomados por grupos de milícias locais em reação à “brutalidade” do Taleban na área.

Com relação às demandas da resistência, Massoud pediu um governo inclusivo e amplo em Cabul, representando todos os diferentes grupos étnicos do Afeganistão.

Panjshir parece estar à beira de um grande confronto entre as forças da resistência e o Talibã. Isso desestabilizará ainda mais o Afeganistão.

Enquanto isso, a situação no Aeroporto Internacional Hamid Karzai, próximo à capital Cabul, onde milhares de soldados dos EUA e seus aliados lideram uma caótica operação de evacuação, não melhorou nem um pouco.

Imagens mostrando tropas americanas movendo os cadáveres de afegãos que foram esmagados até a morte por multidões enquanto tentavam entrar no aeroporto vieram à tona online.

  • Com informações Panjshir Province, @RisboLensky, @Nunnasia, @Natsecjeff, Reuters e STFW Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe/Genebra.