Programa Calha Norte visita Organizações Militares e fiscaliza obras na Região Amazônica

blank

O Programa Calha Norte (PCN) realizou vistorias em cinco cidades da Amazônia, na semana passada. A comitiva esteve presente em Manaus, Tefé, Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira e Barcelos, além de visitar os Pelotões Especiais de Fronteiras de Palmeiras do Javari, São Joaquim e Querari, que fazem fronteira com a Colômbia e o Peru.

Em seis dias, foram percorridos 7.836 Km, totalizando 14 decolagens e 14 aterrissagens, de acordo com cálculos do Ministério da Infraestrutura. No total, 19 organizações militares e seis obras foram visitadas.

Para o Diretor do Departamento do Programa Calha Norte, General de Divisão da reserva Ubiratan Poty, o PCN é fundamental para o presente e para o futuro do Brasil. “Precisamos garantir a soberania nacional e estimular o desenvolvimento regional”, disse.

Atualmente, o programa está presente em nove estados (Maranhão, Amapá, Roraima, Rondônia, Amazonas, Acre, Mato Grosso, a faixa de fronteira do Mato Grosso do Sul e Pará) e engloba 394 municípios.

Abrange 44,8% do território nacional, em regiões que fazem fronteiras com sete países: Bolívia, Peru, Colômbia, Venezuela, Guiana, Suriname (França) e Paraguai.

Por isso, o Calha Norte realiza de duas a três expedições por ano, a fim de conferir como os municípios investiram os recursos repassados e verificar o que pode ser melhorado na estrutura das Organizações Militares da Região Amazônica.

O objetivo é contribuir para o aumento da presença do poder público; a ocupação dos vazios estratégicos e a melhoria do padrão de vida das populações; o desenvolvimento econômico dos Estados e Municípios de sua área de atuação; geração de emprego e renda e o fortalecimento da cadeia produtiva.

Histórico

O PCN foi criado em 1985 pelo governo federal em função da preocupação cada vez maior dos militares com a Região Amazônica. A partir de 1999, o Calha Norte passou a ser coordenado pelo Ministério da Defesa (MD), com o objetivo de promover a habitação e o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

O PCN está alinhado com as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa (END). Pretende minimizar as dificuldades logísticas dos nove estados participantes, devido às grandes distancias entre as comunidades, em prol de uma Amazônia desenvolvida e segura.

Isso em um perímetro de mais de 5 milhões de metros quadrados, de enorme biodiversidade e riquezas minerais. Região que ostenta 1/5 da água potável do planeta, 2/3 das reservas de energia elétrica do mundo e 30% de todas as espécies vivas do globo terrestre.

Entre em contato com o programa, endereço para correspondência:

  • Ministério da Defesa
  • PROGRAMA CALHA NORTE
    Esplanada do Ministérios, Bloco “O” anexo 1 Térreo
    70.050-906 – Brasília / DF

Outras informações de contato:

  • Telefax: (61) 2023-5118 ou 2023-5121
  • Telefone: (61) 2023-5111
  • Endereço eletrônico: [email protected]
  • Página na internet: Programa Calha Norte
  • Por Capitão-Tenente Fabrício Costa da Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
    Ministério da Defesa, Fotos: Divulgação/MD

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here