Projeto Soldado-Cidadão já capacitou mais de 255 mil jovens militares em todo o País

blank

Google News

Por Rayane Bueno

Importante ação de qualificação profissional de jovens militares, o Projeto Soldado-Cidadão (PSC) iniciou, em setembro, a segunda etapa de cursos do ciclo 2021. Com a oferta de cursos técnicos em diversas áreas de atuação, a iniciativa do Ministério da Defesa (MD) já beneficiou, ao longo de 17 anos, mais de 255 mil jovens em todo o País.

Segundo estimativa da Subchefia de Mobilização (SUBMOB) do MD, aproximadamente 70% dos alunos capacitados conseguem ingressar no mercado de trabalho após concluírem o período de Serviço Militar.

Presente em mais de 137 municípios, o Projeto é desenvolvido em parceria com Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia; e entidades ligadas ao “Sistema S”: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). Estas disponibilizam, de forma remunerada e/ou gratuita, cursos de capacitação nas áreas de transporte, construção civil, gastronomia, mecânica automotiva, setores administrativos, entre outros.

No Distrito Federal (DF), até o final de dezembro, 700 militares da Marinha e do Exército irão participar, de forma voluntária e gratuita, dos seguintes cursos: Auxiliar de Mecânico de Manutenção em Automóveis, Condutor de Transporte Coletivo, Instalador Hidráulico, Operador de Drone, Pintor Residencial e Auxiliar Administrativo.

Antônio Oliveira-34.jpg

Ao expor sobre a iniciativa, o Subchefe da SUBMOB, General de Brigada Roberth Alexandre Eickhoff, ressalta que o PSC e o Serviço Militar agregam conhecimentos técnicos e desenvolvem habilidades e valores. “O jovem que vem destinar um ano de sua vida em defesa da Pátria sai por ocasião do seu licenciamento, da sua baixa. Patriotismo, união, seriedade e até pontualidade são valores que estão sendo buscados, hoje, no mercado de trabalho, nas empresas”.

Antônio Oliveira-14.jpg

Este ano, foram investidos mais de R$ 3 milhões em recursos, que vão beneficiar aproximadamente 4 mil jovens em todo o território brasileiro. A previsão para 2022 é que sejam disponibilizados mais de R$ 4,2 milhões.

Empreendedorismo e mercado de trabalho

Muitos jovens militares encontram, no Projeto, a capacitação necessária para começar a empreender, como é o caso do empresário e chefe de cozinha Pedro Henrique Batista. Ao relembrar o início de sua trajetória, ele destaca que a iniciativa do Ministério da Defesa foi uma importante oportunidade para que ele descobrisse uma profissão. “Em 2006, fui aluno do curso de cozinheiro industrial. Na época, eu aprendi o amor pela cozinha, pela gastronomia e, hoje, eu carrego isso na minha veia, no meu sangue e tenho o maior prazer de ter servido a Marinha do Brasil e participado do Projeto”.

Antônio Oliveira-28.jpg

Aluno do curso de Bombeiro Hidráulico, o Cabo Mayco, da Secretaria-Geral do Exército, considera que a capacitação será fundamental para seu ingresso ao mercado de trabalho. “Estou a poucos meses de finalizar o Serviço Militar e acredito que o curso contribuirá para o meu futuro profissional. Estou aprendendo, cada vez mais, sobre essa função, que pode auxiliar para que eu consiga um emprego posteriormente”.


Por Rayane Bueno

Fotos: Antônio Oliveira



Fonte: Defesa em Foco