Quatro navios emitem alertas de perigo no Golfo Pérsico

blank
Imagem via UK Maritime Trade Organization.

Pelo menos quatro navios emitiram um alerta de perigo em circunstâncias pouco claras na costa dos Emirados Árabes Unidos.

Os petroleiros Queen Ematha sob a bandeira da Guiana, Golden Brilliant (Cingapura), Jag Pooja (Índia) e Abyss (Vietnã) relataram uma perda de controle em diferentes momentos em 3 de agosto.

De acordo com a Sky News, o petroleiro Asphalt Princess sob a bandeira do Panamá também foi apreendido no Golfo de Omã. De acordo com o relatório, um grupo de oito ou nove pessoas armadas embarcou e tomou o navio.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores britânico afirmou que a agência estava investigando “um incidente em um navio na costa dos Emirados Árabes Unidos”.

Mais tarde no mesmo dia, a Organização do Comércio Marítimo do Reino Unido anunciou outro incidente na costa do emirado do leste dos Emirados Árabes Unidos, Fujairah, sem esclarecer o navio. Considera o incidente uma “potencial apreensão” que não foi uma pirataria.

Enquanto isso, o The Times, citando fontes do governo britânico, afirmou que Teerã ou seus aliados podem estar envolvidos no incidente com a Princesa do Asfalto.

Em resposta, o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Saeed Khatibzadeh, classificou os relatos de incidentes com petroleiros no Golfo de Omã como uma “situação muito suspeita”.

Teerã declarou estar pronto para ajudar na investigação.

Os relatórios chegam poucos dias depois que o navio-tanque da Mercer Street foi atacado na costa de Omã. Os EUA e o Reino Unido se apressaram em acusar o Irã de ser o responsável pelo suposto ataque de drones a um petroleiro.

  • Com informações UK Maritime Trade Organization , Sky News, The Times, Dailyaz via redação Orbis Defense Europe.