Quem são os possíveis futuros comandantes da Marinha, do Exército, e da Força Aérea

Dois oficiais despontam como os possíveis novos comandantes do Exército, e da Marinha, que pela primeira vez na história saem ao mesmo tempo.

blank

Google News

Após a troca de comando no Ministério da defesa, e o pedido de saída oficializado nesta manha (30) pelos três comandantes (Marinha, Exército e Força Aérea), o presidente da República, Jair Bolsonaro junto ao novo ministro da defesa, general Braga Netto, estudam nomes para substituírem os agora, ex-comandantes.

Os cotados para assumir as pastas são:

Marinha

  • Secretário-geral do Ministério da Defesa, almirante de esquadra Garnier Santos.
  • Ministro do Superior Tribunal Militar (STM), almirante de esquadra Leonardo Puntel.

Exército

  • Comandante militar do Nordeste, general de exército Marco Freire Gomes.
  • Comandante de Operações Terrestres, general de exército José Luiz Freitas.

Aeronáutica

  • Comandante-Geral de Apoio (Logística), tenente-brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior.

O alto comando das Forças Armadas discute lista tríplice para trocas. Possíveis indicações de comandantes ocorrem após a demissão do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.

Apesar do rito tradicional, o presidente não é obrigado a escolher um dos indicados. Para assumir o controle de uma das três Forças Armadas, contudo, o militar precisa obrigatoriamente seguir alguns critérios.

O entendimento é que o comandante de uma força não pode ter mais tempo de carreira ou ter postos e graduações superiores ao ministro. Isso ocorre quando o titular da pasta é um militar. Até 2018, quando civis assumiam a chefia da Defesa, essa discussão não existia.



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: