Relatório sobre armas nucleares apontam Estados Unidos como líder em gastos

Além dos EUA, a China, Rússia, Reino Unido, França, Índia, Israel, Paquistão e Coreia do Norte são os países que mais gastam com armas nucleares

blank

Google News

A organização não-governamental, Campanha Internacional para Abolição de Armas Nucleares (ICAN), publicou relatório nesta segunda-feira (7), revelando valores que nove potências mundiais gastaram em 2020 com armas nucleares.

O documento aponta que, mesmo com a pandemia da COVID-19, os valores em 2020 com os gastos em arsenais de armas nucleares aumentou em US$ 1,4 bilhão (R$ 7 bilhões), alcançando assim um total de US$ 72,6 bilhões (R$ 366,4 bilhões) em armas nucleares.

Os EUA encabeçam a lista com um valor de US$ 37,4 bilhões (R$ 175 bilhões) investido neste tipo de armas, sendo este valor, mais de metade do total e três vezes mais que valor do segundo país da lista, a China, que foi outra nação a ultrapassar a marca dos US$ 10 bilhões (R$ 50,4 bilhões).

blankNa sequencia do relatório vem a Rússia, que investiu cerca de US$ 8 bilhões (R$ 40,3 bilhões), o Reino Unido com US$ 6,2 bilhões (R$ 31,2 bilhões) e a França, com US$ 5,7 bilhões (R$ 28,7 bilhões).

Completam a lista: a Índia, Israel e Paquistão que destinaram, cada um, mais de US$ 1 bilhão (R$ 5 bilhões), e fechando a Coreia do Norte gastando US$ 667 milhões (R$ 3,3 bilhões).

  • Com agência internacionais


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: