Revelado o protótipo de avião elétrico da Embraer

O novo avião elétrico da Embraer deve fazer o primeiro voo de teste no ano que vem. Imagem via EMBRAER.

O primeiro protótipo do avião elétrico da Embraer já está pronto para receber os sistemas e componentes de voo. As primeiras imagens do novo avião com tecnologia de propulsão 100% elétrica jà estão sendo divulgadas pela EMBRAER para os sites especializados para a divulgação.
A aeronave é uma adaptação do avião agrícola Ipanema mas ainda não tem nome especìfico de modelo. O projeto foi anunciado pela Embraer em maio e é resultado de um acordo de cooperação científica e tecnológica com a multinacional brasileira Weg, que desenvolve o motor e o inversor da aeronave.

Imagem via EMBRAER.

A Embraer firmou também uma parceria com a Parker Aerospace, que será responsável por fornecer o sistema de arrefecimento do avião protòtipo. A fuselagem já está pronta e adaptada para receber baterias e sistemas elétricos do avião. Durante os próximos meses, as equipes técnicas da Embraer e da Weg continuarão testando os sistemas em laboratório para integração no avião e farão os ensaios em condições de operação real. O primeiro vôo do protótipo está previsto para 2020.

Durante a apresentação do projeto, o vice-presidente executivo de engenharia e tecnologia da Embraer, Daniel Moczydlower, afirmou que a plataforma do avião Ipanema foi o escolhido por permitir uma adaptação rápida e de custos reduzidos. “Vamos trabalhar em uma plataforma que já conhecemos, o que agiliza o conhecimento”, disse, na época. O novo avião elétrico da Embraer ainda não é considerado um futuro modelo de série da fabricante brasileira. Neste momento, o avião é tratado apenas como um demonstrador da nova tecnologia.

As baterias do aviao eletrico serao alocadas nas asas no lugar do hooper agricolas do Ipanema. Imagem via EMBRAER

A Embraer afirmou que a nova tecnologia é importante para a redução das emissões de carbono na atmosfera. A empresa já havia cogitado criar um avião comercial turboélice que utilizasse motores híbridos. “O processo de eletrificação faz parte de um conjunto de esforços realizados pela Embraer e outras empresas do setor aeronáutico que visam atender seus compromissos de sustentabilidade ambiental, a exemplo do que já vem sendo feito com biocombustíveis para redução de emissões de carbono”, afirmou a Embraer, em nota.
O desenvolvimento de novos motores elétricos para aviões será uma tecnologia totalmente brasileira, que não fará parte do acordo firmado com a Boeing.

Com informações da EMBRAER via redação Orbis Defense Europe.



Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here