Rumo à Operação Culminating: militares do Exército Brasileiro têm oportunidade de representar o Brasil nos EUA

Em solo americano a subunidade, estará subordinada a  82ª Airbone Division do Exército dos EUA

Após dois anos de adestramento, a Subunidade (SU) Culminating (Companhia de Fuzileiros Paraquedistas¹ oriundos das Organizações Militares pertencentes a Brigada de Infantaria Pára-quedista – Bda Inf Pqdt) ira representar o Exército Brasileiro (EB), no exercício conjunto Culminating, no Centro de Prontidão e Treinamento Conjunto (JRTC), em Fort Polk, entre os dias 3 de janeiro a 22 de fevereiro de 2021.

A SU Culminating, está pronta para o emprego em operações aeroterrestres. Em solo americano a subunidade, estará subordinada a  82ª Airbone Division do Exército dos EUA.

blankNossos militares utilizarão equipamentos e armamentos individuais e coletivos de última geração, tais como: canhões sem recuo 84 mm; morteiros 60 e 81 mm; metralhadoras leves; equipamentos de visão noturna; miras laser; lunetas ópticas; GPS; meios de comunicações diversos e paraquedas MC-1. A subunidade é composta por 172 paraquedistas.

No Brasil, o exercício foi dividido em cinco fases. Na 1ª e 2ª, a SU, participou do assalto aeroterrestre e cumpriu as missões de conquista e manutenção de cabeça de ponte aérea. Na 3ª e 4ª, foram praticadas a infiltração aeromóvel e a ocupação e estabilização da área urbana de São José do Barreiro (SP). Na 5º fase, realizou-se o Live Fire.

  • (¹) Uma Companhia de Fuzileiros Paraquedistas é formada por três Pelotões de Fuzileiros, um Pelotão de Apoio e uma Seção de Comando.
  • Com informações da Bda Inf Pqdt, do Comando Militar do Leste e do US Army