Rússia afirma que Ucrânia e Ocidente não devem se preocupar com movimentos de tropas

Após a trégua da segunda metade de 2020, o conflito no leste da Ucrânia registrou desde janeiro vários confrontos armados que causaram a morte de 19 soldados ucranianos

blank

Google News

O governo Russo afirmou nesta quinta-feira (1º) que a Ucrânia e os países ocidentais, não devem “se preocupar” com os movimentos de tropas russas na fronteira ucraniana, apesar do temor de Kiev de que o conflito com os rebeldes pró-Rússia se agrave.

“A Rússia desloca suas forças armadas em seu território como parece”, declarou o porta-voz da Presidência russa, Dmitri Peskov. “Isso, no entanto, não representa nenhuma ameaça a ninguém, nem deve preocupar ninguém”, destacou.

Além disso, a Ucrânia e os Estados Unidos afirmaram recentemente que houve movimentos das tropas russas na Crimeia – a península ucraniana anexada por Moscou em 2014 – e na fronteira russo-ucraniana, perto dos territórios controlados pelos separatistas pró-Rússia.

“Estamos preocupados com as recentes escaladas da agressão russa no leste da Ucrânia, incluindo violações do acordo de cessar-fogo de 20 de julho que provocaram a morte de quatro soldados ucranianos em 26 de março e nas quais outros dois ficaram feridos”, declarou na quarta-feira o porta-voz da Secretaria da Defesa dos Estados Unidos, John Kirby.

Nesta semana, o comandante-chefe das Forças Armadas ucranianas, Ruslan Jomchak, denunciou uma “ameaça para a segurança militar” ucraniana, afirmando que os separatistas contavam com 28.000 combatentes e “mais de 2.000 instrutores e conselheiros militares” russos.

Moscou, acusada de apoiar política e militarmente os separatistas desde o início do conflito em 2014, sempre negou ter enviado soldados ou armas para o terreno. Nesta quinta-feira, Peskov insistiu que “os militares russos […] nunca participaram” desta guerra. Até o momento, a guerra deixou mais de 13.000 mortos.

  • Com agências internacionais


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: