Satélites ajudam a Força Aérea Chilena nas buscas pelo C-130 desparacecido

blank

Entre os vários meios que estão sendo utilizados nas buscas pelo C-130 Hércules da Força Aérea Chilena (FACh) desaparecido desde o dia 9 de dezembro, estão 25 satélites que monitoram à área 24h e que são fundamentais para o correto posicionamento dos meios aéreos e navais, no âmbito da Operação “Drake Pass”, revelou o Comandante do Comando de Combate da FACh, general Cristian Pizarro Stiepovich.

Graças ao trabalho do Ministério das Relações Exteriores, isso se tornou possível. O Serviço Aerofotogramétrico (SAF) está recebendo imagens radiográficas e ópticas de satélite, tais como: Copérnico da União Europeia; O EROS B de Israel e o SKY SAT dos Estados Unidos, além do PERUSAT do Peru e do satélite argentino SAOCOM 1A, entre outros, que estão apoiando a missão.

Existem 40 funcionários da SAF dedicados exclusivamente a esta missão, que desde a tragédia, já processaram mais de 130 imagens, sendo destas 40 fornecidas pelo satélite chileno FASat Charlie, cujas informações são “analisadas e, na sequência, colocadas em relatórios quatro vezes por dia, para elucidar cada uma das descobertas que estão ocorrendo”, disse o diretor da SAF, coronel Francisco Pizarro.

“O trabalho que está sendo realizado permite determinar, em tempo hábil, possíveis locais onde podemos encontrar restos, o que reduz o tempo para os processos de busca, permitindo o planejamento de aeronaves ou operações de busca”, disse o vice-diretor de assuntos espaciais da FACh, coronel Luis Sáez.

Os esforços e o trabalho de busca

O diretor de Operações da FACh, General de Brigada Aérea (A) Francisco Torres Villa, no dia 17 de dezembro, deu detalhes durante entrevista ao jornal El Mercurio sobre o trabalho que está sendo realizado pela força aérea nas buscas pelo maior número de destroços possíveis do avião.

Na ocasião, o diretor de operações explicou à imprensa local que a operação conta com a participação de 22 aeronaves e 8 embarcações civis e militares que trabalham na missão de rastreamento 24 horas por dia.

  • Com informações e fotos da FACh