Serviço militar para jovens selecionados tem início em 1º de março

Jovens participam da seleção geral, etapa anterior a incorporação às Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica)

Na sexta-feira (1º), as Forças Armadas vão incorporar aos seus quadros cerca de 60 mil jovens selecionados para cumprir o Serviço Militar Obrigatório a partir do primeiro semestre de 2019.

A incorporação é o ato de inclusão às Forças Armadas e ocorre no início do primeiro e do segundo semestre do ano. Os selecionados se alistaram no ano passado e foram aprovados em todas as fases do processo seletivo. Agora, eles vão desempenhar a função de recruta na Marinha, no Exército ou na Aeronáutica.

Cerca de 1,7 milhões de jovens realizaram o alistamento militar em 2018 e, pelo menos, 90 mil deles devem ser incorporados às Forças Armadas, neste ano. O primeiro grupo ingressa a partir de sexta-feira e os cerca de 30 mil restantes, em 1º de agosto. Nessas datas, os jovens selecionados devem se apresentar à organização militar para a qual foram designados.

Para o jovem não perder nenhuma data e saber como proceder, ele pode acompanhar o processo do alistamento, a seleção e a indicação do lugar em que vai servir acessando o site www.alistamento.eb.mil.br. Para isso, é preciso ter em mãos o número do CPF e a senha criada por ele no momento do alistamento.

O coordenador da Seção de Serviço Militar do Ministério da Defesa, coronel Fernando Penasso, explica que a distribuição dos jovens à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica atende às necessidades de cada Força, além de considerar as condições físicas e de conhecimento do candidato.

“O jovem pode optar por uma das Forças quando estiver na etapa da seleção geral, mas não é determinante pois vai depender de diversos critérios como físico, cultural e psicológico”, esclarece o coronel Penasso.

A prestação do serviço militar tem duração de 12 meses. No primeiro trimestre, os recrutas passam pela formação militar básica. Os primeiros dias são destinados a familiarizar o recruta com a rotina e as práticas comuns ao ambiente militar.

Nesse período, o jovem inicia a prática controlada de atividades físicas, adquire noções de hierarquia, disciplina e civismo, habitua-se aos horários rígidos e, sobretudo, “desenvolve espírito de coleguismo, essencial ao trabalho em equipe, típico da vida nos quartéis”, destaca o coordenador.

Ao completar 12 meses no Serviço Militar, os recrutas podem concorrer a uma vaga no Serviço Militar Voluntário, com a possibilidade de fazer cursos profissionalizantes e receber uma maior remuneração. Ele ainda terá a oportunidade de realizar cursos de promoção a cabo ou sargento temporário, podendo permanecer até oito anos nas Forças Armadas.

Foto:Exército Brasileiro

Por Lane Barreto
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below