Suspeita de ataque aéreo israelense faz Iraque fechar espaço aéreo até para vôos da coalizão dos USA anti-ISIS

Imagem da explosão de um depòsito de munição de uma milicia apoiada pelos iranianos no Iraque despertou suspeitas de ataque israelense. Imagem via Arab News.

Iraque fecha espaço aéreo inclusive para vôos da coalisão dos USA apòs suspeita de ataque aéreo israelense, e além disso, o governo iraquiano declarou que está pronto para derrubar qualquer aeronave que viole seu espaço aéreo em meio a uma proibição geral de vôos não autorizados não especificamente aprovados pelo primeiro-ministro.

Oficiais militares dos EUA no Iraque agora vão precisar de aprovação do Iraque antes de iniciar qualquer operação aérea, incluindo aqueles envolvendo forças de coalizão que combatem o EI.

O primeiro-ministro Abdul-Mahdi pediu o fim de todos os “vôos não autorizados”, incluindo aviões não-tripulados, aviões de espionagem, jatos ou helicópteros, jà na quinta-feira. A diretriz exigia que todos os veículos aéreos cumprissem a lei iraquiana e as operações deveriam estar sob autorização do governo iraquiano.

A Coalizão dos EUA divulgou na sexta-feira uma declaração dizendo que está pronta para cumprir a ordem :

Imagem via Combined Joint Strike Force USA in Irak.

A drástica decisão de Bagdá ocorreu depois que uma explosão massiva atingiu um bairro da cidade, que autoridades iraquianas acreditam ter sido o resultado de um ataque israelense contra um depósito de munição pró-iraniano .

O incêndio resultante durou todo o dia não longe da “Zona Verde” e causou explosões de munição pela cidade, resultando na morte de pelo menos um civil e feridos de quase 40 outros, muitos deles crianças. A base de armas supostamente pertencia à milícia pró-Irã Kataib Sayyid Al-Shuhada, e estima-se que US $ 110 milhões em munições foram eliminadas.

“O primeiro-ministro ordenou a revogar todas as autorizações especiais de voo no espaço aéreo iraquiano por aviões de reconhecimento, aviões de reconhecimento com armas, caças, helicópteros, veículos aéreos não tripulados de todos os tipos disponíveis para os lados iraquianos e não-iraquianos”,
“Todas as autoridades são obrigadas a cumprir essa determinação. Quaisquer vôos que violem este regulamento serão considerados uma agressão, a qual nossa defesa aérea responderá imediatamente ”, acrescentou o comunicado.

Embora não tenha havido declaração oficial de Bagdá confirmando que um avião ou drone israelense estava por trás do ataque em meio a uma investigação em andamento, comandantes de milícias e líderes militares iraquianos rapidamente acusaram Israel. “Acreditamos que os EUA e Israel estavam por trás dessas explosões”, disse um dos comandantes xiitas ao Arab News .

De fato, até mesmo a mídia israelense tem sido fonte de especulações generalizadas de que aviões israelenses realizaram incursões no espaço aéreo iraquiano nos últimos tempos. Tudo isso também acontece no momento em que o parlamento iraquiano tem expressado cada vez mais raiva e frustração com a continuação da presença das tropas americanas, mesmo depois que o Estado Islâmico foi derrotado.

Com informações da Arab News, Reuters e AFP via redação Orbis Defense Europe.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below