Talebã avança e se estabelece no norte e Forças do Afeganistão se mantém no sul

blank
Imagem via SFT Analysis & Intelligence.

Google News

O Taleban está tentando ao máximo distrair Cabul da defesa das capitais das províncias de Kandahar e Helmand, bem como do oeste de Herat, que vem tentando dominar há várias semanas. O grupo intensificou os ataques a cidades em todo o norte do Afeganistão, até agora com sucesso.

As Forças de Segurança Nacional afegãs declararam operações de contra-ofensiva nas cidades enquanto militantes do Taleban se amontoam nos arredores e civis estão fugindo das áreas.

As pessoas sofrem não apenas com os confrontos, mas também com ataques aéreos regulares contra alvos dentro das cidades, já que militantes do Taleban costumam se esconder em assentamentos civis. Em 8 de agosto, um membro do conselho provincial de Helmand disse que ataques aéreos do governo danificaram uma clínica de saúde e uma escola secundária em Lashkar Gah.

No exato momento em que as forças do governo estão concentradas principalmente na proteção das grandes cidades do sul, o Taleban não perde tempo e assume o controle de outras capitais provinciais, uma a uma

A primeira capital provincial ficou sob controle do Taleban em 6 de agosto. A cidade de Zaranj, na província de Nimruz, no oeste do Afeganistão, localizada na fronteira com o Irã e o Paquistão, caiu quase sem luta. Os combatentes do Taleban entraram na cidade em veículos Humvee dos EUA retirados das forças afegãs. Eles agora são usados ​​para patrulhar as ruas de Zaranj.

No dia seguinte, a cidade de Sheberghan, no norte da província de Jawzjan, se tornou a segunda capital provincial a ser tomada pelo Taleban. Segundo o vice-governador, forças e autoridades do governo recuaram para o aeroporto na periferia da cidade, onde se preparavam para se defender.

Em 7 de agosto, o Taleban lançou um avanço na cidade de Kunduz, no nordeste do Afeganistão. De acordo com relatórios locais, as forças de segurança afegãs recuaram para a área do aeroporto, preparando-se para uma contra-ofensiva.

Mesmo com o apoio aéreo dos Estados Unidos falhou em evitar a perda da cidade. Os B-52s americanos bombardearam alvos em Kunduz, iniciando grandes incêndios. Durante o dia do conflito, cerca de 50 a 70 civis foram mortos (relatos não confirmados e conflitantes).

Em 8 de agosto, a cidade de Sar-e-Pol, no norte do Afeganistão, caiu sob o controle do Taleban. Oficiais do governo e as forças restantes recuaram para o quartel do exército a cerca de 3 km da cidade.

A cidade de Taloqan, capital da província de Takhar, foi conquistada pelo Taleban no final de 8 de agosto.

A última, mas não menos importante, na lista de vitórias do Taleban foi a cidade de Aibak, capital de Samangan, no norte do Afeganistão, que caiu na madrugada de 9 de agosto. O Taleban afirmou que um comandante e ex-membro do parlamento Mohammad Asif Nabi Jan se juntou aos Mujahideen junto com seus oito homens armados.

A capital da província de Balkh, Mazar-e Sharif, e a cidade de Gardez, no centro de Paktia, no norte do Afeganistão, devem se tornar os próximos troféus para o Taleban, à medida que confrontos violentos estouram nos arredores das cidades.

Em meio ao avanço do Taleban, os EUA e a Grã-Bretanha exortaram seus cidadãos a deixar o Afeganistão imediatamente, usando as opções de voos comerciais disponíveis. Washington condenou a nova ofensiva violenta do Taleban contra cidades afegãs.

As Nações Unidas afirmavam que o Afeganistão estava caindo em uma situação de catástrofe tão grave que teria poucos paralelos, se é que haveria algum, neste século.

  • Análise com trechos de reportagens via Le Monde, France Inter, CNews, Reuters e AP USA via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba em seu e-mail as últimas notícias do DefesaTV, é de graça!

Assista nosso último episódio: