Tropas sírias interceptam mais um comboio militar dos EUA em área controlada pelo SAA

blank
Algumas das imagens dos incidentes recentes, divulgadas pela agência SANA Syria, porém com imprecisão de datas.

Em 11 de novembro, as tropas do Exército Árabe Sírio (SAA-Syrian Arab Army) impediram um comboio militar da coalizão liderada pelos EUA de entrar na cidade de al-Qamishli no interior de al-Hasakah, de acordo com a Agência de Notícias Árabe Síria (SANA).

Al-Qamishli é controlado tanto pela SAA quanto pelas Forças Democráticas Sírias apoiadas pelos EUA. As forças russas também estão presentes em um aeroporto a oeste da cidade.

De acordo com relatos de testemunhas no local para a agência SANA; “Cinco veículos militares das forças de ocupação americanas tentaram entrar na cidade de Qamishli pela rotatória al-Wafa, porém foram interceptados pela SAA no posto de controle Rasho, localizado no sudoeste da cidade e “Eles foram forçados a recuar.”

Este não foi o primeiro encontro desse tipo. Nos últimos dois anos, moradores, combatentes pró-governo e membros da SAA no nordeste da Síria interceptaram dezenas de comboios da coalizão liderados pelos Estados Unidos. Em muito poucos casos, eclodiram confrontos limitados sem emprego de armas ou agressões físicas diretas, acontecendo apenas colisões propositais entre veículos como maneira de medir forças.

Esses “encontros não são novos e já aconteceram outras vezes na mesma região, como em 21 e 24 de outubro , quando apoiadores do governo local e tropas da SAA interceptaram dois comboios da coalizão liderados pelos Estados Unidos na zona rural do norte de al-Hasakah.

Esses confrontos aparentemente aleatórios parecem ter o objetivo de restringir os movimentos das forças dos EUA no nordeste da Síria. Washington mantém centenas de soldados na região rica em petróleo, supostamente para conter os remanescentes do ISIS.

  • Com informações STFH Analysis & Intelligence, SANA Syria, Daraa Net e Rojava TV via redação Orbis Defense Europe/Genebra.