Uso da pandemia para repressão política em alguns países preocupa a ONU

No Ocidente, o exemplo da França como uma democracia que na prática funciona na base de decretos presidenciais e medidas provisórias de necessidades e finalidades duvidosas é o exemplo mais conhecido, com uma séria de problemas sociais que foram praticamente postergados em suas resoluções devido as aparentes necessidades do combate ao vírus, que funcionou de maneira mais eficiênte contra a população e movimentos sociais que contra a pandemia em si. Entre gigantescas repressões policiais contra a população e vista grossa contra a criminalidade e terrorismo islâmico, tudo foi motivo para justificar os desandos governamentais! Exemplo do movimento dos Gilet Jaunes que o diga... Foto de Yam Wanders com arte redação OD Europe.

Google News

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, lamentou na segunda-feira, 22 de fevereiro, que a epidemia de Covid-19 esteja sendo usada por alguns países, que ele não mencionou, para silenciar “ vozes dissonantes ”, movimentos populares e a mídia.

“ Brandindo a pandemia como pretexto, as autoridades de alguns países tomaram duras medidas de segurança e medidas de emergência para suprimir vozes dissonantes, abolir a maioria das liberdades fundamentais, silenciar a mídia independente e prejudicar o trabalho de organizações não governamentais e governamentais ”, lamentou o chefe da ONU em seu discurso anual ao Conselho de Direitos Humanos (CDH).

Guterres falou, em mensagem de vídeo pré-gravada, por ocasião da abertura da 46ª sessão do CDH, que, pela primeira vez na sua história, decorrerá inteiramente online (até 23 de março) devido à Covid- 19 epidemia.

O chefe da ONU dedicou grande parte do seu discurso à pandemia, lamentando que as restrições a ela ligadas “ sirvam de pretexto para minar os processos eleitorais, enfraquecer as vozes dos adversários e suprimir as críticas ”. Então, ele acrescentou, “defensores dos direitos humanos, jornalistas, advogados, ativistas e até profissionais médicos têm enfrentado prisões, processos e intimidação e vigilância por criticar as medidas – ou a falta delas – tomadas para lidar com a pandemia ”.

Além disso, “o acesso a informações vitais às vezes foi dificultado, enquanto a desinformação mortal foi ampliada, inclusive por alguns líderes “, continuou ele, sem dizer quais.

Desigualdades agravadas pela pandemia

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, também denunciou ” as restrições ilegítimas às liberdades públicas (e) o uso excessivo de poderes de emergência ” no contexto da epidemia. “ O uso da força não vai acabar com esta pandemia. Mandar críticos para a prisão não vai acabar com esta pandemia ”, insistiu, sem contudo citar nenhum país.

O Covid-19 também ” exacerbou vulnerabilidades ” e interrompeu a vida de centenas de milhões de famílias que perderam empregos ou viram sua renda despencar, preocupou-se Guterres. “ A pandemia afetou desproporcionalmente mulheres, minorias, idosos, pessoas com deficiência, refugiados, migrantes e povos indígenas ” e “ a pobreza extrema está ganhando terreno ”, disse ele. “ Anos de progresso na igualdade de gênero foram eliminados ”, disse ele.

Uma “falência moral” de acesso equitativo à vacinação

O secretário-geral da ONU também castigou o ” nacionalismo vacinal “: ” a incapacidade de garantir o acesso equitativo às vacinas representa uma nova falência moral, nos manda de volta “. Em sua intervenção, Guterres também pediu ” intensificar a luta contra o ressurgimento do neonazismo, da supremacia branca e do terrorismo com motivação racial e étnica ” e por uma ação concertada em escala global para acabar com isso. ” Ameaça séria e crescente “. Mais do que uma ameaça terrorista interna, eles estão ” se tornando uma ameaça transnacional “, considerou.

  • Com texto adaptado publicado originalmente por Le Figaro com Agence France Press, via redação Orbis Defense Europe.

Link para a publicação original: https://www.lefigaro.fr/flash-actu/la-pandemie-un-pretexte-pour-certains-etats-en-vue-de-reprimer-s-inquiete-l-onu-20210222



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: