Verdadeira operação integrada entre os Ministérios da Defesa, da Saúde, das Relações Exteriores e demais órgãos governamentais – ANTONIO CELENTE VIDEIRA – Cel. Int. Ref. Aer

Rio de Janeiro, 09 de  fevereiro de 2020.

Excelentíssimo Tenente-Brigadeiro do Ar ANTONIO CARLOS MORETTI BERMUDEZ, Comandante da Força Aérea Brasileira e meu colega da turma de 1996 da Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).

Os pousos das aeronaves VC-2, EMBRAER 190, um às 06:05hs e o outro às 06:12hs, hoje, na pista de pouso da ALA 2 (Base Aérea de Anápolis), de volta da cidade WUHAN, na China, marcou o orgulho de todos brasileiros. Chega ao fim, com sucesso, a Operação Regresso à Pátria.

As aproximadas 95 horas de vôo, com escala em longínquos aeródromos, sobrevoando quatro continentes, atravessando o oceano Atlântico, percorrendo 36,6 mil quilômetros, percurso de ida e volta, enfim, enfrentando adversidades climáticas, diurnas e noturnas, deixa esse velho coronel, sobremaneira, envaidecido por ter pertencido às fileiras da ativa da Força Aérea Brasileira.  O azul barateia marca, nesse momento, a bravura dos jovens tripulantes, envolvendo pilotos, mecânicos, comissários, profissionais de saúde, sem esquecer a equipe de terra, tanto de apoio ao acompanhamento da missão, como de sustentação logística, principalmente a que recepciona os 34 (trinta e quatro) brasileiros, na Base Aérea de Anápolis, reduto do Grupo de Defesa Aérea (GDA), e, portanto, de elevado valor estratégico.

Verdadeira operação integrada entre os Ministérios da Defesa, da Saúde, das Relações Exteriores e demais órgãos governamentais, conhecida nos estudos da Escola Superior de Guerra (ESG) como Mobilização Nacional, com foco na Expressão Psicossocial do Poder Nacional, mostra como nós, brasileiros, estamos prontos a atender qualquer chamado da Pátria.

Esse júbilo, certamente, é latente na alma dos que voam e fazem voar, de oficiais e praças (Suboficiais, sargentos, cabos e soldados), dos profissionais da aviação militar de ontem e de hoje, enfim, de todo estamento militar, envolvendo nossas forças co irmãs, Marinha do Brasil e Exército Brasileiro. Não se descarta sem dúvida, todos cidadãos que amam e querem o bem do Brasil.

Peço para externar, estimado Ten. Brig. BERMUDEZ, meus efusivos cumprimentos ao Grupo de Transporte Especial (GTE), ao Comando da ALA 2 e a toda família aeronáutica que direta e indiretamente participaram dessa desafiadora missão de evacuação. Não tenho a menor dúvida em dizer que esse meu reconhecimento também está forjado na essência existencial de toda sociedade brasileira.

Ganhou a Força Aérea, saem vitoriosas as Forças Armadas, triunfa o País, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

Viva o Brasil!

ANTONIO CELENTE VIDEIRA – Cel. Int. Ref. Aer

Membro do Corpo Docente da ESG, Presidente do Conselho Fiscal da ADESG, Membro da Academia Brasileira de Defesa (ABD) e Membro do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (IGHB)