Vice-primeiro-ministro russo afirma que não haverá mais envio de militares russos à Venezuela

O vice-primeiro-ministro russo Yuri Borisov, revelou durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (9), que a Rússia não pretende aumentar o número de especialistas militares na Venezuela. Respondendo à uma pergunta se, Moscou planeja aumentar o número de militares na Venezuela, disse “nem sequer pensamos nisso”.

Rússia, China, Cuba, Bolívia, Irã, Turquia e outros países apoiam o governo de Maduro. Moscou descreveu o “status presidencial” de Guaidó como inexistente. Do outro lado, União Europeia, EUA e grande parte dos países latino-americanos, incluindo o Brasil, prestam apoio a Guaidó.

  • Com informações de agências de notícias internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below